Ordem das palavras na oração alemã – 1

O holandês e o alemão, entre outras línguas, apresentam variação quanto à ordenação dos elementos na sentença. Essa variação se dá em função da presença ou ausência de certos determinantes. A oração holandesa não se encontra tão bem estrututura nesse sentido quanto a alemã, por isso demos foco nesta última. Ordenação dos elementos é sugerivelmente a ordem em que os componentes de uma sentença devem aparecer, de forma que se dê o destaque desejado a tais ou tais elementos. As línguas latinas e o inglês (para todos os fins práticos, o inglês é uma língua essencialmente latina, não só na sintaxe, mas também no léxico. Não façamos aqui distinção relevante entre o inglês moderno e as línguas originadas do latim), entre muitas outras, são ditas ser línguas SVO, o que significa que seus elementos aparecem ordinariamente na respectiva ordem sujeito – verbo – objeto:

- Martina concorda com os diretores.
- Geneviève ne veut plus parler de la catastrophe.
- The flowers of this garden only bloom in winter.
-(Io) voglio una ragazza vergine.

Nos exemplos acima, as partes destacadas em negrito são o sujeito, enquanto as partes coloridas em azul são o verbo e o restante da sentença são o objeto (essa classificação é arbitrária e está sujeita a contestações, mas permanece a padronização geral sem grande prejuízo). Essa ordem não se alterará em nenhuma circunstância; é uniforme e independe da presença ou ausência de demais elementos. O alemão segue em geral, para orações do tipo simples e declarativas diretas, a ordem SVO:

- Zahnspangen sind abnehmbar oder fix.

O sujeito Zahnspangen iniciou a frase, uma vez que é o elemento essencialmente introdutório da declaração. Os demais elementos da frase complementam o que queremos dizer sobre o sujeito, separando-se ainda o verbo sein do objeto. Isso não ocorrerá nos casos em que: tivermos dois ou mais verbos participando de uma oração composta; uma conjunção subordinativa introduzir uma oração subordinada, caso em que a alteração da ordem SVO só se observará na sentença subordinada.

Frases com dois ou mais verbos são essencialmente compostas. Os verbos wollen, mögen, müssen, können, werden, dürfen, sollen, haben e sein, estes dois últimos quando na função de verbos auxiliares da construção do passado particípio, são os verbos que podem funcionar como os principais em frases com dois ou mais verbos. Quando quer que usemos os verbos mencionados em conjunto com outros verbos, este segundo deve necessariamente vir alocado no fim da sentença:

- Puter können nicht gut fliegen.
- Was wirst du als Lehrer machen?
- Maria ist in diesen Abgrund gefallen.
- Ich hatte dicht angerufen.

Fliegen, machen, fallen (na frase no passado particípio) e anrufen (na frase no passado particípio), respectivamente, foram os verbos secundários, cuja colocação no fim da frase é obrigatória1. Ou seja, a ordem das palavras agora ficou SVOV (sujeito – verbo – objeto – verbo). O segundo caso de alteração da ordenação ocorre quando do aparecimento das conjunções subordinativas, que são: als, bevor, bis, da, damit, dass, ehe, falls, indem, nachdem, ob, obgleich, obschon, obwohl, seit(dem), sobald, so dass, solange, trotzdem, während, weil, wenn (e também auch wenn), ou seja, a maioria das conjunções alemãs são subordinativas (reporte-se sempre a esse nome; sendo subordinativas, significa que elas subordinam a sentença seguinte, obrigando-as a fazer as alterações por elas especificadas). Você já deve saber que uma conjunção tem a função de unir duas sentenças de valor absoluto, ou seja, duas sentenças compreensíveis isoladamente, que, unidas, vão formar uma nova, de valor próprio. Observe:

[1] Zahnspangen mögen abnehmbar oder nicht abnehmbar sein.
[2] Die Patienten haben verschiedene Bedürftnisse.

As duas senteças listadas são absolutas, funcionando como perfeitas declarações. Usando diferentes conjunções, podemos estabelecer diferentes relações de sentido entre as duas. Usemos para objeto de nosso estudo a conjunção weil, para estabelecer sentido de causa (a segunda sendo causa da primeira, e a primeira sendo consequência da segunda). O aparecimento agora de uma conjunção subordinativa obrigará que o verbo principal da segunda oração venha colocado no fim dela, não sendo processada qualquer alteração na primeira frase (pois não a introduz nenhuma conjunção):

[1] Zahnspangen mögen abnehmbar oder nicht abnehmbar sein, weil [2] die Patienten verschiedene Bedürftnisse haben.

O fato de os aparelhos dentários poder2 ser removíveis ou fixos foi condicionado (subordinado) ao fato de os pacientes ter2 diferentes necessidades. A frase subordinada passou a obedecer à ordem SOV (sujeito – objeto – verbo).  No caso particular da conjunção dass, sempre que ela for suprimida a frase que deveria estar subordinada aparece como independente, não sendo operada então nenhuma mudança em sua ordem (e.g. Ich weiß, du kommst immer hierhin, sempre separadas por vírgula). As conjunções coordinativas, que em alemão são apenas aber, denn, und e as duplas entweder…oder e weder…noch, não operam esse tipo de mudança na frase que introduzem:

Ich möchte Kaffee trinken, aber ich habe heute schon 8 Tassen Kaffee getrunken.

Para os casos em que a frase subordinada apresentar dois verbos, à presença de uma conjunção subordinativa eles ficarão nas seguintes ordens possíveis, alternativamente:

Ich möchte Kaffee trinken, obwohl ich heute schon 8 Tassen Kaffee getrunken habe.
ou
Ich möchte Kaffee trinken, obwohl ich habe heute schon 8 Tassen Kaffee getrunken.

A segunda construção não está abalizada pela gramática normativa alemã, ainda que na linguagem informal seja cada vez mais frequente. Não foi citada a alteração provocada ainda pela presença de pronomes relativos (die, der, das e suas formas declinadas) e de pronomes interrogativos, quando usados com sentido de conjunção. O efeito é exatamente o mesmo do uso das conjunções subordinativas. Os pronomes interrogativos alemães são wann, wenn, warum, welch-, wie, wer (e suas formas declinadas), wieso, weshalb, was, wo, woher, wohin e os compostos wo- (worauf, woran et cetera):

Maria fragt mich immer noch, warum ich sie nicht mehr liebe.
Das ist eine Stadt, die nie ruht.

É válido ainda comentar o fenômeno, comum nas línguas germânicas, da inversão de ordem causada pela inversão do uso de advérbios, locuções adverbiais e sentenças subordinadas. Bem, tomando como regra que as orações declarativas simples seguem a ordem SVO, o aparecimento do objeto no início da frase, de modo a dar ênfase ou dinamizar a fala, constitui excepcionalidade. Em português, se dizemos Hoje [eu] fui pescar, estamos construindo uma oração alternativa à original [eu] Fui pescar hoje, chamada original por ter o sujeito como introdutor. Na fala diária sabemos que soaria estranho ou ao menos rígido demais usar a segunda construção em lugar da primeira, mais informal. Em português, o uso do advérbio hoje não provocou nenhuma alteração na ordem dos elementos, mas em alemão e mais geralmente em todas as línguas germânicas, o verbo seria obrigado a se unir ao advérbio:

SVOIch bin gestern fischen gegangen.
OVSGestern bin ich fischen gegangen.

O mesmo se daria na inversão de uma locução ou uma frase subordinativa:

SVO Ich starb, weil ich zu krank war.
OVSWeil ich zu krank war, starb ich.

A separação por vírgula será obrigatória nos dois casos. A tendência de inverter a ordem da forma apresentada é muito forte, muito particularmente no caso do alemão. Não apenas advérbios e sentenças subordinadas podem causar a inversão, mas praticamente qualquer outro elemento frasal. A única regra que deve ser observada sempre é a junção do verbo principal à palavra deslocada:

SVOIch heiße Lars.
OVSLars heiße ich.

SVOIch weiß [das] schon.
OVS[das] Weiß ich schon.

1É importante saber identificar o fim de uma sentença. A princípio, lembre-se que uma conjunção qualquer une duas sentenças diferentes, então sempre que você observar a presença de uma conjunção (não importa se coordenativa ou subordinativa), a frase que vem antes dela é separada da frase que vem depois dela. Para fins de colocação dos verbos secundários, o fim é considerado o lugar antes da conjunção (e.g. Ich will mit meinen Freunden trinken, aber ich habe kein Geld).

2Os termos marcados representam divergência da gramática padrão portuguesa.

About these ads

2 Respostas to “Ordem das palavras na oração alemã – 1”

  1. ana rita aires Says:

    as letras são pequenas e apagadas, fica difícil de lêr.

  2. anarita aires Says:

    Muito bom. Estudo a língua e estou fazendo um trabalho sobre
    a ordem das palavras na língua alemã.
    danke!

Escreva algo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 30 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: